Notícias /

Como consultar o CNIS?

Como consultar o CNIS?

Existem 03 formas para consultar o CNIS, que são:

  • Internet
    •  Plataforma MEU INSS ou Aplicativo
  • Banco
  • Agência da Previdência Social

Aqui neste post, você vai encontrar o passo a passo para cada uma delas.

E ainda tem muito mais, confira:

  • Como consultar o CNIS pela Internet?
  • E se o usuário ainda não tiver cadastro na página do MEU INSS?
  • Como verificar as informações do CNIS pelo banco?
  • Como consultar o CNIS pela agência da Previdência Social?
  • Quais informações deverão constar no CNIS?
  • Como uma advogada especialista em benefícios poderá te ajudar?

 Lembrando que esse post não substitui o auxílio de uma advogada especialista em Previdência. 

1. Como consultar o CNIS pela Internet?

Você pode consultar as informações do CNIS pela Internet, tanto pelo aplicativo ou então, pelo site MEU INSS.

Logo aparecerá essa página:

O próximo passo, será clicar na aba “Entrar com gov.br”.

E logo após, você terá acesso a página para preenchimento de seus dados, conforme a seguir:

Ao fazer o login, o próximo passo é buscar o serviço na aba “Extratos de Contribuições (CNIS)”, como essa:

Feito isso, você terá acesso a todas as informações do seu CNIS.

Assim, você poderá optar por consultar por cada vínculo, ou escolher outra opção que deseja consultar, assim como na página mencionada abaixo:

E se você ficou com alguma dúvida, basta deixar nos comentários que eu esclareço.

2. E se o usuário ainda não tiver cadastro na página do MEU INSS?

E se você ainda não tiver cadastro na internet, não precisa se preocupar.

Caso seja o seu primeiro acesso, será preciso entrar novamente na página do MEU INSS e clicar na aba “Entrar com gov.br”.

Apenas relembrando, que você será direcionado a essa tela:

Será preciso ter em mãos apenas o número de seu CPF.

Nem todos sabem, que ao realizar o cadastro pela primeira vez, poderá ser vinculado o acesso a algum banco.

Feito esse procedimento, basta seguir as orientações da plataforma para ativação de sua conta, criação de senha de acesso e logo após, consulta do extrato de contribuições.

Atenção!

Antes do cadastro de senha, o INSS solicitará a confirmação de alguns dados pessoais, como:

  • Nome completo;
  • CPF;
  • Data de nascimento;
  • Nome completo da mãe,
  • Estado onde você nasceu.

Apenas com o fornecimento de todos esses dados, será possível concluir o seu cadastro no MEU INSS.

3. Como verificar as informações do CNIS pelo banco?

Essa opção de consulta, é disponível apenas ao usuário que escolheu na hora do cadastro no site do MEU INSS, a opção para vinculação ao banco.

Nesse caso, você poderá consultar todas as informações do seu CNIS em um dos dois bancos abaixo:

  • Caixa Econômica Federal;
  • Banco do Brasil.

O ideal é sempre buscar a orientação de uma boa advogada especialista em previdência, para analisar o seu caso e assegurar todos os seus direitos.

4. Como consultar o CNIS pela agência da Previdência Social?

Mais uma forma de consultar o CNIS é ir diretamente a uma das agências do INSS.

Por falar nisso, poderá ser na agência mais próxima de sua casa ou outra de sua preferência.

Para a consulta, você terá que agendar um horário pelo 135 e apresentar os seguintes documentos:

  • RG;
    • Ou outro documento de identificação oficial com foto, como a CNH;
  • CPF;
  • CTPS.

Com a documentação em mãos, você terá acesso a todas as informações de seu extrato.

5. Quais informações deverão constar no CNIS?

Independentemente da opção, se aplicativo ou na plataforma do MEU INSS, aparecerá no CNIS todas as informações trabalhistas e previdenciárias, como:

1. Data de filiação na Previdência Social

Deve constar no cabeçalho do documento, a data em que você começou a contribuir para o INSS.

Junto com a data do registro no INSS, constará também uma outra informação importante, qual seja: data início, fim e última remuneração referente a cada relação de emprego.

2. Valores recebidos durante a sua vida trabalhista

No CNIS, devem constar todos os valores de remunerações recebidos durante a sua vida de trabalho.

Esses valores, são listados um abaixo do outro, ao lado de cada competência, e servem de base de cálculo para a média da sua aposentadoria.

3. Tempo de contribuição e carência

Mais uma informação que deve ser verificada no CNIS é o tempo de contribuição e a carência.

Visto que a carência é a quantidade de contribuições que você precisa ter para ter acesso aos benefícios da Previdência, dentre eles:

  • Benefício por incapacidade temporária;
    • Tempo mínimo de carência: 12 meses, salvo os casos de isenção de carência
  • Aposentadoria  por incapacidade permanente;
    • Tempo mínimo de carência: 12 meses, salvo os casos de isenção de carência.
  • Salário-maternidade;
    • Tempo mínimo de carência: 10 meses para os segurados em que há exigência de carência
  • Auxílio-reclusão;
    • Tempo mínimo de carência: 24 meses.

Enquanto que o tempo de contribuição é o total de contribuições que você tem no INSS.

O  tempo mínimo de contribuição para ter direito às aposentadorias depende da regra que o segurado irá se aposentar. 

4. Benefícios recebidos do INSS

Falando em benefícios, é importante verificar no CNIS, os períodos em que você recebeu algum benefício da Previdência.

Isso porque todos os benefícios já recebidos do INSS precisam estar registrados no CNIS.

5. Perfil de contribuinte em que você se enquadra

O valor da sua contribuição previdenciária dependerá da categoria de segurado na qual  você se enquadra.

Podendo ser:

  • Contribuinte individual: trabalha como autônomo ou presta serviços para pessoa jurídica;
  • Facultativo: não exerce nenhuma atividade remunerada;
  • Empregado: trabalha como empregado mediante um contrato de trabalho assinado e/ou registro na Carteira de Trabalho;
  • MEI – Micro Empreendedor Individual: contribuinte individual que paga uma contribuição de apenas 5% sobre o salário mínimo através da DAS.

6. Períodos trabalhados

Outra informação essencial é a verificação de todos os seus períodos trabalhados.

Você consegue identificar todas essas informações, por meio das siglas “Seq” no documento.

Para você compreender, são informações como essa abaixo:

Os empregadores que devem fazer o pagamento e o lançamento dessas informações no Cadastro Nacional de Informação Social.

Por isso, é importante checar:

  • Se todas as contribuições estão com os valores corretos no CNIS;
  • Se todos os períodos trabalhados constam no CNIS com data de início e com a data fim;

7. Empregadores  

Os dados dos empregadores também devem estar indicados no CNIS.

Quando falo de dados, me refiro a informações como:

  • CNPJ da empresa jurídica onde você trabalhou
    •  Talvez você encontre essa informação como “Cod Emp” se você ainda trabalha da empresa
  • Origem do vínculo
    •  Nome do empregador

Enfim, no CNIS deverão constar todos os dados relativos a sua vida trabalhista e previdenciária.

E sempre que tiver qualquer dúvida, o ideal é buscar o auxílio de uma advogada especialista em Previdência.

6. Como uma advogada especialista em benefícios poderá te ajudar?

Embora não seja obrigatório, é ideal buscar a orientação de uma advogada especialista em benefícios.

A advogada com expertise em benefícios, irá verificar o seu CNIS, para checar as informações abaixo:

  • Se todos os vínculos estão registrados no CNIS;
  • Se as datas informadas estão corretas;
  • Se as remunerações também foram registradas corretamente;
  • Se existem contribuições que foram pagas em valores inferiores ao salário mínimo;
  • Se existem outras irregularidades que precisam ser corrigidas para a correta concessão do benefício.

Além de ser a prova que você é um segurado da Previdência Social, o CNIS é o documento utilizado pelo INSS para a base de cálculo do tempo de contribuição e a média das contribuições previdenciárias.

E nem sempre o segurado tem o conhecimento técnico para fazer toda a análise documental para obter a aposentadoria ou benefício desejados.

Conclusão

Com essas informações, agora você estará mais seguro para consultar o seu CNIS.

Afinal, somente neste conteúdo você encontrou:

  • Como consultar o CNIS pela Internet
  • E se o usuário ainda não tiver cadastro na página do MEU INSS, o que fazer
  • Como verificar as informações do CNIS pelo banco
  • Como consultar o CNIS pela agência da Previdência Social
  • Quais informações deverão constar no CNIS

Espero ter ajudado.

Leia também:

 Cadastro Nacional de Informações Sociais: Como saber se as informações estão corretas?

CNIS: O que é e para que serve?

Todos os trabalhadores tem CNIS?

Continue nos acompanhando.

Patrícia Salomão
OAB/MG n. 81.113
Especialista em Direito Previdenciário e sócia proprietária do Escritório Patrícia Salomão Advocacia desde 2003. Já são mais de 20 anos auxiliando milhares de trabalhadores na concessão das suas aposentadorias. Além disso, Patrícia é cridadora de conteúdo digital e professora de Direito Previdenciário

Siga nossas redes sociais:

Compartilhar: